fbpx

O FUTURO DAS PROFISSÕES

Futuro das profissões - by Milla Cerqueira

O professor da universidade de Oxford na Inglaterra e autor do livro “O Futuro das Profissões”, Richard Susskind, afirma: “estamos avançando para uma sociedade pós-profissional”.

Ao absorver a afirmação acima, é relevante questionar: a que tipo de sociedade ele se refere? O futuro das profissões está sendo suficientemente debatido nesta atualidade cheia de transformações tecnológicas?

O índice de aumento do desemprego em todo o mundo não diz respeito apenas à economia, mas também à extinção de determinadas profissões.

Uma pesquisa realizada pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) mostra que os robôs tomaram cerca de 670 mil empregos de manufatura nos EUA entre 1990 e 2007, acontece que a tendência americana se espalha pelo mundo e reflete uma realidade pouco debatida pela maioria.

Um computador chamado Watson se tornou popularmente conhecido quando ganhou um programa de perguntas e respostas – ao vivo – na televisão (quando?). Além de demonstrar a sua impressionante capacidade de aprendizado e armazenamento, Watson está também revolucionando a área médica, pois consegue diagnosticar vários tipos de câncer com mais acerto, precisão e rapidez que oncologistas de longa experiência.

Os exemplos acima, representam apenas duas amostras da capacidade do computador Watson. A preparação para estes tipos de mudanças tecnológicas, sem dúvida alguma, ditará a sobrevivência dos futuros profissionais.

A grande questão é que a maior parte das pessoas que verão seu emprego desaparecer ainda não têm as competências necessárias para os trabalhos que surgirão. Desenvolver novas habilidades será essencial para continuar competitivo profissionalmente.

Responda: a sua tarefa é rotineira e repetitiva? Essa é a principal tendência da automação, por exemplo, a indústria automobilística está vivendo quase a extinção. Sem exageros, o modelo de empregabilidade e a inevitável substituição de profissionais montadores por máquinas já havia acontecido com a Revolução Industrial, mas agora o modelo de negócios também está sendo alterado radicalmente por formas que substituem a propriedade pela posse de um veículo, por exemplo.

O choque tecnológico e cultural gerado por tamanha metamorfose é o grande desafio que envolverá as profissões no futuro. Além disso, estabelecer o uso moral de máquinas para evitar que, por exemplo, a vida de um suposto criminoso seja entregue totalmente nas “mãos” de um computador será a linha tênue entre o equilibro da automação racional dos robôs e o emocional humano.

E você, na era pós-profissional, sobreviverá no seu emprego? Seria a hora de você questionar se o Watson, além de responder a perguntas diversas e diagnosticar tipos variados de câncer, poderia tomar seu lugar na empresa? Na medida que sua rotina é rotineira e repetitiva, você deveria se preocupar.